sábado, 18 de setembro de 2010

semelhanças entre escrever e cagar

cagar pra mim é como escrever: nem sempre me liberta de todos os demônios, mas não consigo parar de fazê-lo. deposito nesse ato meu sentimento de sossego, libertação e de sossego pós-desassossego. leva embora meu tempo fútil. meu tédio, minha sensação de invalidez. me sinto válido cagando. pouco, sabe. pelo menos não estou na internet.
confesso que realizo um esquema para o início do ritual. mas depois, deixo a caneta deslizar.
vai que vai, tudo sai! assim como vomito tudo na folha de papel. opa! nem tudo! sempre falta alguma coisa que me deixa inquieto. assim como aquele parágrafo que não saiu como eu queria.
mas há experts no assunto que chegam e simplesmente 'fazem' obras que poderiam ser comparadas a Hamlet. sem ao menos pensar. saem do banheiro como se nada tivesse acontecido. nem deixam rastros. e ah como eu me sinto realizado ao conseguir concluir uma simples crônica!
quem dera eu fosse assim. eles não idealizam o cocô. somente eu, porque sofro com isso. já ouviu falar que a metafísica é a consequência de sentir-se mal?
então aqui afirmo que só as minhas palavras, são como bosta. escrevo e cago pelo mesmo motivo: meu próprio alívio. à você, caro leitor, se gostou desta leitura ou de algum outro texto meu, só me resta dizer-lhe: você gosta de merda.

8 comentários:

  1. Cara, seu texto tá foda... até me deu uma vontade de cagar, mas nem tô com inspiração pra isso =( Assim como escrever, cagar exige uma preparação, né, minha zentsi?
    Liberte-se de todos os males.
    Amo-te <3

    ResponderExcluir
  2. caguei.


    brinks, tá muito bom isso ae <3

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. vou comentar denovo só pra deixar o martin feliz

    ResponderExcluir
  5. Eu queria cagar tão bem assim
    foda véi <3

    ResponderExcluir